4:14

Amanhã é sábado... isto é, neste momento, já é sábado...
Amanhã acordarás cedo e tão certo é isso como não saberes que nesta madrugada, em que dormes (e espero que tenhas tirado os óculos), não consigo sequer considerar a ideia de fechar os olhos e adormecer...
Tive aquelas ideias. Daquelas.  E fiz por não pensar nisso. E tenho medo de adormecer e que o meu coração me conceda esse último desejo. Mas é tudo tão colossal e torturante... e as paredes em volta estreitam-se e asfixiam-me e o meu peito sobe e desce,  dolente... 
As lágrimas fogem-me e eu só peço para poder adormecer onde tu estás,  para que, mais uma vez, o teu corpo e o teu calor sejam a minha música de embalar...


4 comentários:

carlos disse...

fuck those ideas.
<3

Nês disse...

ADORO!!!

Anónimo disse...

continuo a devorar o que escreves, ainda que muitas vezes tenha perdido o teto e o jeito com as palavras. talvez o silêncio nos desabitue. talvez não. querida alice, o amor sente-se tanto perto das cinco da manhã...
Jéssica

Nês disse...

Como o prometido é devido, aqui estou eu de volta ao blog, ao fim de uma longa ausência de meses... E volto acompanhada com um cesto de palavras, vejam as novidades fresquinhas no blog: http://incontro-verso.blogspot.pt/
Beijinhos e umas boas férias!!
Nês

Enviar um comentário

Quando lia contos de fadas, eu imaginava que aquelas coisas nunca aconteciam, e agora cá estou no meio de uma! Deveria haver um livro escrito sobre mim, ah isso deveria! E quando for grande, vou escrever um...
L.C.